Os 7 mandamentos do e-commerce

17 Jan,2020

1. Definirei objetivos quantificáveis e mensuráveis

Inicialmente, é necessário definir metas. Aspetos como objetivos de vendas, fatura média, número de encomendas, número médio de produtos por encomenda, taxa de conversão esperada e o número de visitas ao site são exemplos importantes para nos guiarem quanto àquilo que é expectável atingir, de modo a traçar-se um caminho adequado ao alcance dos mesmos.



No online é permitida a medição dos resultados o que favorece o rastreamento quanto ao que está a ser atingido e quanto aos aspectos que não estarão a ser tão bem conseguidos. Assim sendo, as ferramentas de análise online são instrumentos úteis para acompanhar o alcance dos objetivos delineados.

2. Optarei pela plataforma de e-commerce adequada

O mercado está inundado de opções de plataformas e de soluções e-commerce, no entanto é necessário fazer uma avaliação do seu caderno de encargos. Assim conseguirá facilmente comparar os preços de cada plataforma ou parceiro tecnológico. Ainda assim, nem sempre a opção mais barata é a mais sustentável e a que mais se adequa ao seu negócio ou aos seus objetivos. É necessário, mais uma vez, traçar objetivos e perceber que funcionalidades ou aspetos deve e precisará de incluir na sua loja online.

3. Investirei em recursos humanos



Ainda que criar uma loja online não implique o mesmo investimento que uma loja física, que acaba por implicar custos maiores, o e-commerce necessitará também de alguma aposta em recursos humanos. Não basta criar uma loja online, é preciso mantê-la atualizada e optimizada. Para tal e ainda que concentre muitas tarefas em si mesmo, não é possível ter um negócio sustentável se não tiver ninguém 100% dedicado ao crescimento da presença online da sua loja.

4. Apostarei em conteúdo de qualidade

Não basta a fachada da sua loja, é preciso também apostar no seu interior. Nas lojas online passa-se o mesmo. É impossível atrair clientes se não estiver a ser transmitida uma mensagem pertinente, adequada e personalizada. Na criação de uma loja online e de uma estratégia de marketing digital é importante investir em conteúdo de qualidade, com vídeos demonstrativos, imagens de elevada qualidade, textos descritivos e apelativos aos produtos, etc.

5. Prestarei atendimento ao cliente via vários canais

Se pretende gerar confiança e estabelecer boas ligações com os seus clientes, o atendimento é factor imprescindível. Deve fazê-lo não só para fornecer suporte, assistência e acompanhamento, como também para receber feedback. O atendimento ao cliente deverá integrar várias plataformas: email; contacto telefónico; Skype, WhatsApp, restantes redes sociais, etc.

6. Investirei continuamente na plataforma de e-commerce



Tal como uma loja física precisa de obras e manutenção, também a loja online necessitará de um permanente cuidado. A plataforma de e-commerce não é estática e precisa constantemente de melhorias. O investimento deverá ser tido em conta sempre, no sentido de melhorar a experiência do utilizador e introduzir novas ferramentas que aumentem a conversão.

7. Desenvolverei uma estratégia de marketing automation

Com a uma presença online é necessário apostar em marketing. Através de uma estratégia digital poderá aproximar os seus potencias clientes e manter ainda mais perto aqueles que já o são. Desta forma, seria importante desenvolver também um marketing de automation, isto é, antecipar um conjunto de situações e desenvolver respostas automáticas mas pertinentes. Exemplos de situações a considerar:

• envie um email de boas-vindas sempre que um novo cliente fizer novo registo;
• capte as preferências de produtos e envie recomendações via email;
• envie alertas de promoções e descontos sobre os produtos guardados nas wish lists dos clientes;
• alerte o cliente quando o stock de um produto pretendido é reposto;
• crie campanhas de pré-venda para os seus melhores clientes;
• recupere carrinhos perdidos;
• relembre a necessidade de recompra de um produto consumível;


LEIA TAMBÉM: 10 tendências do e-commerce